VILLA FRANCIONI

VILLA FRANCIONI

Ahh… Como eu amo visitar vinícolas por aí e nem sabia que aqui pertinho de casa (sou de Santa Catarina) havia tantas opções, mais de 10.

Estava assistindo jornal do almoço e de repente começa uma reportagem sobre vinhos, estavam anunciando a época da colheita (vindima) na serra catarinense. Não pensamos duas vezes e na outra semana fomos passar uns dias por aquela região belíssima. Meu pai estava de aniversário e já aproveitamos para comemorar brindando com muito vinho.

A primeira vinícola que visitamos foi a Villa Francioni, era a única que eu já conhecia, estive lá há uns 4 anos atrás.

A vinícola, vai aparecendo no alto do morro a medida que vamos subindo, e que imagem bela vai se tornando. Ela é enorme, muito bem feita, muito bonita. Uma pena que o idealizador da vinícola, Sr. Dilor Freitas, não tenha vivido para vê-la funcionando.

Fiz a reserva pelo site da Villa Francioni AQUI, como era época de colheira fiquei com medo de ter muita gente e não coseguir horário, mas estava bem tranquilo. Você paga uma taxa de R$30,00 e começa a visitação.

Quem nos mostrou a vinícola foi o Dionatan, explicou tudo e tirou todas as dúvidas que tinhamos.

O tour começa com um vídeo de 7 minutos com música da Orquestra Sinfônica de Florianópolis explicando o funcionamento da vinícola.

A vinícola é belíssima, foi construída em uma encosta de pedras e toda projetada em desníveis, que facilitam o fluxo e movimento dos vinhos, usando a força da gravidade.

A Villa Francioni tem plantação somente de uvas viníferas italianas e francesas.

Os mosaicos são uma homenagem as mullheres, pois antigamente elas eram as responsáveis e cuidavam de todo o processo de fabricação do vinho.

Na Villa Francioni eles só usam barricas de madeira de carvalho francês, elas vem da França, são montadas no Chile e utilizadas ali. Cada barrica é usada por 4 anos ou 2 safras, depois são descartadas. Para quem não conhece, uma barrica dessas é caríssimo, em média R$4.500 cada uma. ( já imaginaram a fortuna em barricas que uma vinícola tem?) Cabe 225L e depois que eles descartam é possível comprá-las por R$600 ou 1.000. (já quero uma para decorar minha varanda!).

Depois do tour fomos até uma sala grande, super aconchegante, para fazer a degustação dos vinhos.

1.

Espumante Joaquim – Brut – Blanc de Blancs – Método Charmat. Chardonnay e Saucignon Blanc, aroma de frutas tropicais e cítricas. 3 anos de guarda.

2.

Vinho Sauvignon Blanc. 3 a 5 anos de guarda. Bem frutado. Fermentação em aço inoxidável.

3.

Vinho Joaquim Rosé – Cabernet Sauvignon e Merlot. 2 a 3 anos de guarda. Fermentação em aço inoxidável.

4.

Vinho tinto Villa Francioni – Cabernet Sauvignon – Merlot – Cabernet Franc e Malbec. 14 meses em barricas de carvalho francês novas, mais 4 anos em garrafa. 10 a 15 anos de guarda.

Eu queria muito ter provado o espumante branco nature, mas não tinha para degustar.

A Villa Francioni e o artista plástico Juarez Machado fizeram uma parceria super bacana, com 7 rótulos exclusivos. O vinho tem as uvas Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Malbec e Merlot da safra de 2007. 15 meses em barris de carvalho francês e potencial de guarda de 15 anos.

Para quem não conhece, Juarez Machado é de Santa Catarina, hoje mora em Paris e já recebeu diversos prêmios no Brasil e no exterior, inclusive já teve exposições relacionadas ao vinho.

Essa edição para colecionadores foi inspirada nos sentidos: olfato, tato, etc. Ele assinou os rótulos e também fez vários poemas para cada contra rótulo.

“Audição… Espocar da rolha. O glou glou do derramar do líquido e o tchim-tchim de nosso brinde.” Juarez Machado.

No final da degustação e do tour você pode fazer suas compras. Na outra vez que visitei a vinícola o valor pago para o tour era convertido em créditos para a compra de vinhos e espumantes e durante a degustação tinham uns pãezinhos deliciosos, dessa vez não tiveram essas opções, achei isso um ponto negativo, pois como já havia tido a experiência, estava com a expectativa lá em cima.  

 


Este post é resultado de uma parceria comercial entre à Villa Francioni e o blog Conhecendo o Mundo. Ressaltamos que praticamos parcerias comerciais apenas com empresas das quais os serviços já vivenciamos e aprovamos. Tão somente, publicamos informações que acreditamos serem relevantes para vocês. Entenda à política de monetização do blog Conhecendo o Mundo.

Deixe uma resposta