ROTEIRO PELAS VINÍCOLAS DA SERRA CATARINENSE

ROTEIRO PELAS VINÍCOLAS DA SERRA CATARINENSE

Uma das minhas viagens favoritas aqui em Santa Catarina é ir para a Serra Catarinense. Apaixonada por vinhos, vamos diversas vezes por ano à São Joaquim degustar alguns dos melhores vinhos produzidos aqui no estado.

Temos vinhos excelentes que são produzidos aqui e os vinhos de altitude de São Joaquim merecem ser apreciados. 

Existem muitas vinícolas em Santa Catarina e quero um dia poder conhecer todas elas, mas nesse roteiro vou falar sobre as vinícolas que já visitei pelo menos 3 vezes e sempre tivemos ótimas experiências.

VAMOS AO NOSSO ROTEIRO?

O enoturismo está cada vez ganhando mais força. Com programação especial na vindima (época da colheita das uvas) e visitação durante o ano inteiro, visitar as vinícolas é sempre uma ótima escolha. 

VINHEDOS DO MONTE AGUDO

Nosso roteiro começa com um almoço harmonizado na Vínicola Vinhedos do Monte Agudo. 

Aqui você não visitará a produção de vinhos, mas saberá toda a história que o Sr. Leônidas e suas filhas escrevem até hoje. Eles têm um espaço gourmet belíssimo onde acontecem as degustações. 

Além do menu completo harmonizado para o almoço, eles fazem o famoso “Sunset”, degustação observando o pôr do sol. (não esqueça de fazer sua reserva). 

A primeira vez que estive na Monte Agudo era final de tarde e o sol começava a se pôr atrás das montanhas, era como se os raios do sol abraçassem e envolvessem todo o vinhedo, foi lindo.

Você será recebido pela Caro ou pela Patty, as duas são incríveis e darão toda a atenção e explicações que você quiser.

Vá um pouco antes para tirar fotos das lavandas e do local.

Dica de vinho da Vinhedos do Monte Agudo: 

  • Espumante Sinfonia Extra Brut Blanc de Blancs;
  • – Expressões de Altitude Chardonnay (10 meses de carvalho francês);
  • – Cabernet Sauvignon / Merlot 2011.

LEONE DI VENEZIA

Após o almoço continuamos a visita na Vinícola Leone di Venezia, ela fica localizada logo após a Vinhedos do Monte Agudo. 

Você pode fazer um picnic nos vinhedos, na cave (onde ficam as barricas) ou no terraço, com certeza será uma experiência única. 

Agende o horário da sua visita e fique conhecendo todo o processo de produção dos vinhos que o Sr. Saul Bianco produz. Ele estudou enologia na Itália e voltou para o Brasil para realizar seu grande sonho. 

A Leone di Venezia só trabalha com castas italianas e tem uma produção anual de 9000 garrafas. Já visitamos a Leone diversas vezes, mas em nossa última visita foi ainda mais especial. Além de ouvir histórias incríveis, pudemos degustar diversos vinhos das próprias barricas.

O meu vinho preferido da Leone di Venezia é o Montepulciano, mas não imaginava que poderia degustar um Montepulciano que só seria engarrafado em 2022. Provei em 2019 e ele já estava espetacular, imagina com o processo de envelhecimento que ainda vai durar mais 3 anos?

Nos vinhedos da Leone, eles plantaram mais de 20 variedades de uvas para ver como elas se adaptavam ao terroir da região. Foram vinificadas e então escolheram as melhores castas que se adaptaram ao clima, a resistência de doenças e a qualidade final do vinho.

Dica de vinho da Leone di Venezia: 

  • – Montepulciano Mastino 2016;
  • – Espumante Brut Pregiatto;
  • – Refosco Dal Peduncolo Rosso 2018 (Essa uva só existe na Itália e em São Joaquim).

CASA DO VINHO

Voltando para a cidade, você precisa fazer uma parada na Casa do Vinho. Sr Vilson, o proprietário e todos os colaboradores são muito atenciosos e gentis.

A casa do vinho é um lugar com vinhos do mundo todo (são mais de 1000 rótulos), um espaço para degustação exclusivo, compras e muito mais. 

Os preços dos vinhos são bem atrativos, vale a pena conferir.

Enquanto faz as degustações, não se esqueça de pedir o queijo maravilhoso que eles tem por lá.  

Sr. Vilson fez uma parceria com a Villa Francioni, porém ele mesmo que escolhe as uvas e pensa em cada detalhe, e fica a cargo da vinícola fazer a vinificação desses vinhos.

Dica de vinho da Casa do Vinho:

  • – Comendador 5 Castas;
  • – Comendador Lote III;
  • – Comendador Vilson Borges.

POUSADA SERRA CATARINENSE

Depois de um dia intenso em São Joaquim, nada como uma boa noite de sono. E essa fica a cargo da Pousada Serra Catarinense. 

Marco cuida com muito amor e carinho das cabanas na Serra. Desde o primeiro contato com ele, sempre muito atencioso e solicito. 

As cabanas têm lareira (o que é uma maravilha para quem visita o local nos dias mais frios) e são bem aconchegantes. O local é muito bonito, com trilha, balanços, em meio a natureza, um lago e muitas araucárias. Tivemos uma noite revigorante!

Mediante reserva eles fazem um menu de sopas que é especial. No café da manhã você precisa pedir o pão de queijo deles, é maravilhoso.

VILLA FRANCIONI

Chegamos no segundo dia do nosso roteiro pelas vinícolas em São Joaquim. Depois de uma excelente noite e de tomar um café da manhã reforçado na Pousada Serra Catarinense, seguimos para os vinhedos.

A vinícola vai aparecendo no alto do morro à medida que vamos subindo e que bela imagem vai se tornando. Um vinícola construída em uma encosta de pedras e toda projetada em desníveis, o que facilita o fluxo e o movimento dos vinhos, usando a força da gravidade.

O fundador é o Sr. Dilor Freitas, um colecionador de arte com uma grande paixão pela vinicultura. Ele projetou cada detalhe da vinícola e participou ativamente de todos os processos de criação – até mesmo colher as primeiras uvas. Infelizmente, ele faleceu antes das primeiras garrafas emitirem o tão sonhado “póc”. Mas hoje ele ficaria orgulhoso do legado que deixou por lá.

Praticamente todos os lugares do terreno têm uma história para contar: Os tijolos utilizados na construção vieram das olarias e casas de fumo que foram demolidas na região de São Joaquim, por exemplo. Na entrada, a imponente porta de ferro foi trazida de um antigo cassino no Uruguai e a mesa de centro data de 1820.

Eles fazem diferentes tipos de degustações. Já fizemos a degustação tradicional e a da sala vip, e eles também tem degustação nas caves.

Dica de vinho da Villa Francioni:

  • – VF Michelli;
  • – VF Juarez Machado;
  • – VF Rosé.

D’ALTURE VÍNICOLA BOUTIQUE

Hora do almoço! O almoço gourmet harmonizado com 8 vinhos precisa estar na sua lista e uma visita para conhecer o processo de produção da vinícola mais premiada de Santa Catarina também.

Chegando na D’alture você será recepcionado pelo Juan Carlos (ele é a cara da vinícola, extremamente atencioso e simpático) já falei que ele deixa a nossa taça sempre cheia?

Além do almoço, eles também fazem o “Sunset” e a vista de lá é encantadora. Uma tábua de frios, apreciando o sol de pôr também será ponto alto na sua visita.

Já estivemos pelos menos 4 vezes na D’alture e pudemos ver o crescimento do local com o passar dos anos. Lembro da primeira vez que degustamos os vinhos em meio a construção do prédio principal e hoje a vinícola é simplesmente incrível. 

Em nossa última visita tivemos uma experiência memorável! Degustamos os vinhos diretamente das barricas de carvalho e tanques de inox, provamos o “mesmo vinho” em diferentes processos de produção e envelhecimento. 

Com certeza Roberto e Juan Carlos Chavez, juntamente com sua equipe, estão fazendo um excelente trabalho na produção dos vinhos. Em breve eles irão inaugurar as cabanas, estou super ansiosa para ficarmos hospedados com eles.

Dica de vinho da D’alture Vinícola Boutique:

  • – Montepulciano Reserva;
  • – Bellaggio Sangiovese e Montepulciano Reserva;
  • – Santa Daniela Sauvignon Blanc Reserva.

O que achou do nosso roteiro pelas vinícolas em São Joaquim? Espero que você se divirta e tenha experiências memoráveis conhecendo esses lugares!

Ah, se quiser conhecer mais sobre o mundo do vinho de uma forma leve e descomplicada, estarei te esperando em meu instagram @ConhecendooMundoComJulia.

Iniciamos a série: Conhecendo o Mundo do Vinho e os vídeos estão leves e repletos de informações.

Um brinde e até breve!

Deixe uma resposta