MOSTARDA DE DIJON OU BORGONHA? VISITA À EDMOND FALLOT

MOSTARDA DE DIJON OU BORGONHA? VISITA À EDMOND FALLOT

Acredito que você já ouviu falar sobre as mostardas de Dijon e assim como eu imaginou que todas elas eram fabricadas em Dijon, na França, certo? Eu só fui descobrir a “verdade” sobre as mostardas depois de fazer uma visita à uma fábrica em Beaune, bem pertinho de Dijon, na Borgonha.

Sempre compramos mostardas aqui em casa e achávamos que estávamos arrasando rsrrsrs, olha essa é de Dijon!!!! hahah, porém não era. Claro que algumas continuam sendo fabricadas por lá, mas o que quero dizer é que qualquer lugar no mundo pode fabricar mostarda e colocar no rótulo Dijon. Dijon é a receita utilizada e não a cidade de origem.

Como fomos para a França e iríamos passar pela região da borgonha, entrei em contato com uma fábrica para conhecer, provar e fazer a visitação. Queria saber um pouco mais desse produto, que eu não entendia nada.

Visita

Chegamos em Beaune, à cidade onde praticamente tudo acontece na região da Borgonha. Além de ser mega famosa pelos vinhos, à mostarda é um ponto forte da região. A fábrica é pequenininha e charmosa e à medida que chegávamos mais perto do local de fabricação, os olhos começavam a arder e o aroma característico preenchia todo o lugar.

Edmond Fallot, já tem anos de tradição. Desde 1840 é uma empresa familiar e hoje está na 3ª geração.

Eles construíram um espaço todo dedicado à mostarda e nos contaram um pouco mais sobre a história desde o início.

Quando eles começaram a fabricar Mostardas era utilizado somente 3 ingredientes. As sementes, vinho e sal. Porém lá em 1900, uma praga praticamente destruiu todos os vinhedos da França (inclusive foi um baque enorme no mundo dos vinhos), e eles tiveram que adaptar a receita original e usar vinagre.

Hoje a Borgonha tem um selo de indicação de proteção geográfica (P.G.I.) reconhecida pela França e por toda à Europa. Então se você quiser uma mostarda legítima, daquela região da França, de onde surgiu a mostarda de Dijon, você tem que comprar uma mostarda da Borgonha. Tendo Moutarde de Bourgogne no rótulo, fique tranquilo que você está consumindo um produto original, igual a primeira receita desenvolvida.


Fazer mostarda é literalmente uma reação química. É preciso mexer devagar e com muito cuidado, esperar alguns dias, conferir à volatilidade da mistura, assim por diante. Foi muito legal poder incluir essa visita em nossa viagem. Vimos também que à empresa Edmond Fallot, é praticamente à única que faz os processos bem manuais e da mesma forma que começaram, lá em 1840.

Para macerar as sementes de mostarda eles usam uma pedra redonda de granito e ela é utilizada por até 40 anos. Eles tem exposto na fábrica uma das primeiras pedras que usaram, bacana né? E no final da visitação, nada melhor do que provar várias mostardas direto da fonte!!

Se você quiser ver alguns vídeos dessa visita, acesse as highlights do Instagram Conhecendo o Mundo com Julia, lá naquelas bolinhas abaixo do perfil, tem uma dedicada só para a região da Borgonha.


Para fazer à visita é preciso agendar. Eles tem guia em inglês, que por sinal foi super simpática e querida. Além das mostardas que trouxemos para casa, ganhamos mais algumas, uma delícia. O preço da visita é 10€ por pessoa.

Este post é resultado de uma parceria comercial com o blog Conhecendo o Mundo. Ressaltamos que praticamos parcerias comerciais apenas com empresas das quais os serviços já vivenciamos e aprovamos. Tão somente, publicamos informações que acreditamos serem relevantes para vocês. Entenda à política de monetização do blog Conhecendo o Mundo.

Leave a Reply