QUINTA DO CRASTO – VALE DO DOURO

QUINTA DO CRASTO – VALE DO DOURO

O Vale do Douro é mais do que fascinante. Estou escrevendo uma série de matérias sobre o lugar e cada vez que revejo as fotos fico ainda mais apaixonada.

Vale do Douro, visto da Quinta do Crasto

A primeira vinícola que visitamos no Vale foi à Quinta do Crasto, e não poderíamos ter começado melhor. Fomos recepcionados com um almoço admirável e extremamente saboroso. Quem fez as honras da casa foi o simpático Fernando, que nos deixou muito à vontade e explicou tudo com muito carinho.

Eu queria comer (viemos de Lisboa naquela manhã, quase 4h de viagem) e ao mesmo tempo queria conhecer todos os cantinhos possíveis. As paisagens são simplesmente de tirar o fôlego. Uma das mais lindas que eu já vi!

Almoço

Nosso almoço foi reservado na sala construída de xisto. Uma sala com mais de 400 anos de idade, é incrível né? O dia estava um pouco nublado e frio, e aquela sala acolhedora e quentinha, com os barulhos da madeira estalando na lareira caiu muito bem.

Nossa mesa já estava organizada nos esperando, várias entradinhas. Uma delas eram amêndoas fritas no próprio azeite de oliva que eles fabricam. Ahh sem contar que as amêndoas são eles que plantam e colhem também. Acho que dá para imaginar o quão saboroso era, não é mesmo?

Um bom vinho branco para harmonizar com nossas entradas e parecia que o mundo sorria para nós.

Creme de legumes, colhidos no mesmo dia na horta da Quinta e mais um vinho.

O prato principal foi um legítimo bacalhau com natas e camarão (já queria provar essa delícia há um bom tempo). A sobremesa foi outra grata surpresa, uma seleção de queijos, geléias e cremes.

Valeu cada segundo, cada garfada e cada gole de vinho.


O vinho que mais gostei de toda a degustação foi o 4º que experimentamos. Um Quinta do Crasto, reserva 2015, Vinhas Velhas. Ele passa por 18 meses em barricas de carvalho francês e americano e para produzir essa belezura são colhidas uvas de mais de 40 castas diferentes, com mais de 70 anos cada vinha.

Breve História da Quinta do Crasto

Joana fez o tour guiado conosco, uma querida, que explicou e mostrou cada cantinho dessa Quinta lindíssima para nós.

Os primeiros vinhos produzidos pela Quinta do Crasto são datados de 1615. Loucura não é? A Quinta fica localizada ao lado direito do Douro, no alto de uma colina. As paisagens que o lugar proporciona são realmente mágicas, não é por menos que em 2001 virou patrimônio da humanidade.

Em 1894 a Quinta foi adquirida pela atual família e agora já é quarta geração que está no comando. O nome Crasto, começou a ser utilizado somente em 1994, durante à terceira geração.

A Quinta do Crasto produz vinho do porto, vinho de mesa DOC com (denominação de Origem) e azeites de oliva. Compramos para nós e para a família o azeite de oliva seléction (sabor mais intenso). Fica excelente com várias comidas, mas eu gosto mesmo é com pão.

Há ainda dois vinhos que são produzidos como antigamente. As varietais que são utilizadas para a produção do Maria Tereza e do Vinho da Ponte, é feito a pisa das uvas de forma artesanal. Eles são as jóias da casa e por isso tem todo um processo diferenciado.

Somente os homens podem fazer a pisa, pois dizem que as mulheres estragam os vinhos, devido a temperatura corporal. As uvas são amassadas com os pés por 4h, durante 4 dias, das 20:00h à 00:00h e cada lagar (tanque) tem de 11 à 12 homens.

E é claro que isso tem um custo né, a fusão desses dois vinhos Maria Tereza e Vinho da Ponte, tem o “precinho” de 1000€. À título de curiosidade hehehe, o Vinhas Velhas que eu gostei estava 25€.


Eu sei que estou com muita vontade de voltar à Quinta do Crasto em outra época do ano, de preferência no verão. Olhem só que vista sensacional e que piscina maravilhosa eles tem à disposição dos visitantes.

A visita realmente merece destaque e entrar na lista de vocês para quando forem até o Vale do Douro. Lembrando que para todas as visitações, almoços, jantares, etc., é preciso fazer reserva antecipada. Vou deixar o email e o site que eu usei para falar com eles.


Este post é resultado de uma parceria comercial entre à Quinta do Crasto e o blog Conhecendo o Mundo. Ressaltamos que praticamos parcerias comerciais apenas com empresas das quais os serviços já vivenciamos e aprovamos. Tão somente, publicamos informações que acreditamos serem relevantes para vocês. Entenda à política de monetização do blog Conhecendo o Mundo.

Leave a Reply