QUINTA DA PACHECA – VALE DO DOURO

QUINTA DA PACHECA – VALE DO DOURO

Quando pensamos em conhecer o Vale do Douro, eu sabia que iria me apaixonar. Só de ver as fotos eu já suspirava. Aquelas colinas, os vinhedos, sempre achei que tivesse magia por lá. Na verdade Portugal inteiro me encantou, mas o assunto de hoje é: Onde ficar no Vale do Douro?

Quero dizer para vocês que tivemos as melhores experiências possíveis. Vocês já imaginaram dormir dentro de um barril de vinho? Eu nunca tinha imaginado isso. Reservamos nosso quarto e quando chegamos lá para fazer o check-in, ganhamos um upgrade. A minha reação foi de pura felicidade né!!

A Quinta da Pacheca já recebeu vários prêmios pela excelência em suas hospedagens. O casarão principal do séc. XVIII abriga 15 quartos e há pouco tempo eles tem esse novo projeto de se hospedar em um barril. Ah, e vai crescer ainda mais, eles estão construindo mais quartos, spa, piscina, etc. (já quero voltar lá de novo).

Mas vamos falar do nosso barril? Dormir no meio do vinhedos foi simplesmente adorável. Ele é super equipado e moderno, tinha tudo o que precisávamos, inclusive uma garrafinha de vinho do porto de boas vindas hehehe.

A cama e os travesseiros eram ótimos, eu ia perguntar, mas acabei esquecendo. Acredito que tenha alguma tecnologia diferente, tipo aquelas da nasa, sabe? Achei muito confortáveis. Luzes indiretas, uma claraboia automatizada, (adormecer vendo as estrelas é o que há né), mas quando começava a amanhecer era só apertar um botão e pronto.


As comidas são divinas. Se forem para o Vale do Douro e não se hospedarem na Quinta da Pacheca, dê ao menos uma passadinha para fazer a visitação e comer algo no restaurante do hotel. Gostamos de tudo, mas o arroz de pato é de dar água na boca. (já pedi para o maridão, que é quem cozinha aqui em casa para tentar reproduzir aquele prato, ou então, voltaremos ainda mais rápido para a Quinta da Pacheca rsrsrsr)

Mais um pouco do nosso barril dos sonhos na Quinta da Pacheca!

Amamos os dias em nosso barril, na Quinta da Pacheca. Fico só imaginando como seria na época da vindima (colheita da uva), com os vinhedos carregados de uvas, os trabalhadores para lá e para cá. Acordar com todo o processo do vinho em pleno vapor. Ahhh sabia que lá é possível participar da pisa das uvas?

Sem ao menos sair da cama pela manhã, eu já tinha achado tantos motivos para ficar um pouco mais! Obrigada Quinta da Pacheca, por deixar nossa viagem ao Vale do Douro ainda mais especial.

Vai viajar? Planeje sua viagem por aqui!! Você paga o mesmo valor ou menos e ainda ajuda o Conhecendo o Mundo.


Este post é resultado de uma parceria comercial entre à Quinta da Pacheca e o blog Conhecendo o Mundo. Ressaltamos que praticamos parcerias comerciais apenas com empresas das quais os serviços já vivenciamos e aprovamos. Tão somente, publicamos informações que acreditamos serem relevantes para vocês. Entenda à política de monetização do blog Conhecendo o Mundo.

Leave a Reply